Apresentação

O Núcleo de Tecnologia Assistiva, Acessibilidade e Inovação (NTAAI) da Universidade de Brasília (UnB) compreende uma rede de estudos composta por grupos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico que visam promover conhecimento e inovação na área de Tecnologia Assistiva no Brasil que resulte em produtos e serviços.

Desde 25 de outubro de 2011, o NTAAI foi reconhecido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) como um núcleo de pesquisa nesta temática com sede em Brasília. Em seguida, na chamada pública divulgada pelos Ofícios-Circular 20 e 21/2011/CEHS/SECIS, o MCTI complementou informações e ajustou procedimentos para firmar o Termo de Cooperação entre a UnB e o MCTI que propiciou o recebimento de recursos para firmar uma rede de cooperação para produção de conhecimento, tecnologia e inovação em Tecnologia Assistiva. A partir deste momento o NTAAI-UnB passou a integrar a Rede Nacional de Núcleos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Tecnologia Assistiva junto ao Centro Nacional de Referência em Tecnologia Assistiva (CNRTA) sediado na cidade de Campinas, no Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI).

Deste sua criação, o núcleo tem sido coordenado pelo professor Emerson Fachin Martins que atua na Faculdade de Ceilândia (FCE) e que conta com a colaboração do professor Antônio Padilha Larina Bó cujas atividades são exercidas na Faculdade de Tecnologia (FTD). Ambos os professores estão em efetivo exercício na UnB e foram nomeados pelo Ato do Decanato de Administração (DAF) 406/2011 para atuarem respectivamente como gestor e gestor substituto do convênio FUB/MCTI, código Fundação Universidade de Brasília (FUB) n. 8246.

O NTAAI-UnB já se encontrava conveniado ao MCTI por Termo de Cooperação desde o dia 17 de dezembro de 2011, quando o Governo Federal lançou o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência: a Política VIVER SEM LIMITES e quando o MCTI fomentou a criação de novos núcleos em chamamento público MCTI/SECIS em 2012. Ou seja, o NTAAI/UnB foi pioneiro, juntamente com mais 25 núcleos pelo Brasil, em se integrar a Rede Nacional de Núcleos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Tecnologia Assistiva vinculados ao CNRTA.

Foi então no contexto desta política pública que se formalizou o NTAAI-UnB, integrando até o ano de 2013 professores e/ou pesquisadores de 8 principais Unidades Acadêmicas (Faculdade de Ceilândia com os cursos de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional; Faculdade do Gama com os cursos de Engenharia, Faculdade de Tecnologia com o Departamento de Engenharia Elétrica, Instituto de Ciências Exatas com o Departamento de Ciência da Computação, Instituto de Ciências Biológicas com o Departamento de Ciências Fisiológicas, Instituto de Letras com o Departamento de Língua Estrangeira e Tradução, Faculdade de Educação com o Departamento de Teorias e Fundamentos e Instituto de Física com o Núcleo de Física Aplicada).

As Unidades Acadêmicas que hoje integram o núcleo abrigam colaboradores lotados em 3 dos 4 campi Universitários que hoje integram a UnB (Campus Darcy Ribeiro, Campus de Ceilândia e Campus do Gama). Agrega também o Programa de Apoio à Pessoa com Necessidades Especiais (PPNE) da Universidade de Brasília, que passa também a ser cenário de pesquisa sobre utilização de Tecnologia Assistiva para Acessibilidade.